quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Apaixonar-se não tem idade! Conheça a história de Marina Rocha.


Lembra-se das histórias que citei há alguns dias? “A Menina que Roubava Livros” e “A Menina que Odiava Livros”. Após essas histórias recebi diversas manifestações sobre a paixão pela leitura e sobre a dificuldade em compartilhar livros. Várias pessoas afirmando que compartilhar poderia ser mais fácil, mas que infelizmente muitas pessoas não cuidam dos livros e isso prejudica o compartilhamento. E também diversas manifestações de amor aos livros!

Percebi que o pensamento dos apaixonados pela leitura é muito parecido em relação ao amor pelos livros, e resolvi entrevistar uma apaixonada. Descobri que a paixão pela leitura não tem idade e nem momento para acontecer! Pois bem... Conheça a minha colega Marina Rocha:

Marina tem 31 anos, mora em Curitiba, é casada e tem duas filhas. Muito apaixonada pela leitura, me deixou curioso para entender de onde vem todo esse amor, e para a minha surpresa, sua paixão pela leitura surgiu quando tinha 28 anos! E sabe qual o motivo? Incentivo e compartilhamento dos livros de seu irmão mais novo!

Como para Meena, de “A Menina que Odiava Livros”, o amor pela leitura surgiu para Marina de um incentivo externo! Entrevistamos Marina para saber um pouco mais sobre sua paixão por livros. Confira:

Com quantos anos você começou a gostar da leitura?
Faz pouco tempo, com 28 anos.

Quantos livros você acredita ter hoje na sua biblioteca pessoal?
Livros físicos tenho em torno de quarenta, já e-books tenho mais de quinhentos.

Você tem uma forma de catalogar seus livros, ou acha que isso não é importante, ou não encontrou uma ferramenta interessante para essa catalogação?
Já pensei nisso, os livros físicos ainda estão espalhados pelo quarto, os e-books ficam separados em pastas por autor.

Quantos livros você costuma comprar em cada aquisição?
Por ler e-books baixados gratuitamente acabo comprando apenas em promoções, mas mesmo assim compro sempre mais de cinco por vez.

De quanto em quanto tempo você faz aquisições de novos livros?
A cada dois meses.

Uma pessoa que, como você, goste da leitura, se torna interessante para seu relacionamento pessoal, ou isso é indiferente?
Pra mim é indiferente, muitos de meus amigos não são tão fascinados por leitura.

Você costuma emprestar seus livros? Para emprestar você tem alguma regra, por exemplo, só empresta para pessoas da sua confiança, só empresta para pessoas próximas a você, empresta apenas alguns livros menos importantes, ou prefere não emprestar?
Já emprestei e hoje não mais. Alguns voltaram amassados. Acho legal pessoas que emprestam e até doam livros que já leram. Sigo um blogueiro que até tem uma campanha para incentivar isso, ele troca livros por abraços. Mas os meus são xodós, cuido como se fossem filhos.

O que te faz ser uma amante da leitura?
Poder viver outras vidas, viajar em mundos que só existiram na mente do autor. Descobrir o quanto a mente humana é capaz de inventar.

O que você acha do acesso à leitura no mundo atual? Como você acha que esse acesso pode melhorar?
Acredito que o problema maior não é o acesso à leitura e sim gostar de ler. Me apaixonei tarde pela leitura, meu irmão mais novo é que me incentivou a ler quando começou o curso de letras. Quando criança, em casa ninguém comprava livros que não os pedidos pela escola. Hoje minha casa é recheada de livros para minhas filhas, elas amam tanto quanto eu. É assim que deveria ser, aprender desde pequeno que a leitura muda a vida da gente. Existem alguns projetos de leitura que conheço, mas o incentivo por parte dos pais ou professores continua sendo essencial.

Você acha que as pessoas poderiam compartilhar mais seus livros?
Aposto em um mundo livre para que livros ou pelo menos e-books sejam grátis de verdade, isso facilitaria muito as coisas. Poder ler num tablet ou até mesmo na telinha de um celular facilita o compartilhamento.

O que a leitura representa em sua vida?
O poder de fugir de vez em quando, mudar de endereço, ou até de mundo. Ler pra mim é essencial, vivo rodeada por livros e quando não leio pelo menos umas páginas o meu dia não fica completo.

O mundo está cheio de histórias apaixonantes como a da Marina! E o mais legal, o mundo está cheio de pessoas apaixonadas pela leitura como a Marina, e outras só esperando um “empurrãozinho” para entregar-se a essa paixão! Então, continuo dizendo: Por que não olhar para seus amigos, compartilhar e fazer circular a vida através dos livros e da leitura? Você também pode fazer isso, escrevendo, contando uma história, lendo, compartilhando um livro.

Nos próximos dias mostrarei em números o tamanho do mundo da leitura e dos livros!

Não recebeu os artigos anteriores sobre livros e a paixão pela leitura? Acesse www.bookshare.com.br e faça o seu cadastro.

Em breve você receberá mais informações interessantes sobre a leitura e sobre livros.


Porque sou apaixonado pelo mundo da leitura!

Um comentário: